PARE DE PERDER DINHEIRO, FAÇA A COLETA DE DADOS PARA O CONTROLE FINANCEIRO

0
326

EMPREENDEDORISMO DIGITAL - VEJA COMO FAZER UM PLANO DE NEGÓCIONa postagem anterior EMPREENDEDORISMO DIGITAL – VEJA COMO FAZER UM PLANO DE NEGÓCIO, aprendemos a levantar informações para fazermos um plano de negócios, onde falamos sobre os cuidados que devemos tomar ao começar a construir o plano, os tipos de planos de negócios, e um resumo do que deve conter no mesmo, se você ainda não conferiu, confira.

A falta de controle e gerenciamento dos gastos podem causar uma grande dor de cabeça para o empreendedor, por exemplo: controle de compras, estoques, de contas a receber e de contas a pagar, além de vários outros fatores relacionado a financias. Se o empreendedor não souber lhe dar com tudo isso, vai acabar por entrar em uma enrascada.

Decisões tomadas sem o devido planejamento também podem ser a causa dessa dor, por exemplo: investimento na expansão do negócio, substituição de equipamentos antigos ou investimento na construção de uma nova sede. São gastos novos que não controlados podem deixar as financias da empresa uma bagunça.

O empreendedor pode solucionar esses problemas ou até mesmo evitá-lo fazendo decisões planejadas e com informações confiáveis na hora da tomada da decisão.

O SEBRAE disponibiliza uma Cartilha – COMO ELABORAR CONTROLES FINANCEIROS, onde você além de aprender tem a opção de praticar também, nos recomendados.

Baixe aqui:?“CARTILHA COMO ELABORAR CONTROLES FINANCEIROS ” - SEBRAE

ORGANIZANDO-SEM PARA A GESTÃO FINANCEIRA

A saúde da sua empresa e sua tranquilidade são mantidos com uma boa gestão financeira. Ampliando seus lucros sobre investimentos e honrando com seus compromissos assumidos com terceiros.

Toda a logística da sua empresa vai lhe gerar informações, seja redução de estoque, prazo para recebimento de vendas, ou até mesmo prazo para pagamentos de fornecedores, lucros, todas essas informações são relevantes que o empreendedor tenha para fazer seu controle financeiro.

O primeiro estágio para a organização da gestão financeira é a coleta de dados para os controles internos, onde fornecem informações para a tomada de decisão. Que será apresentado nesse post.

O segundo estágio é a preparação de dados para a gestão do capital de giro. Dados como:

  • Conceito de capital de giro;
  • Operações que precisam de recursos;
  • Metodologia para planejar e calcular a necessidade desse capital;

O terceiro estágio mostrar os instrumento e as ações para a gestão, onde o instrumento básico é o fluxo de caixa.

ORGANIZANDO OS CONTROLES FINANCEIROS

Ter fontes confiáveis e procedimentos organizados tem que ser o ponto chave do controle financeiro, se não, todo o esforço gasto no levantamento vão ser em vão.

O empreendedor tem de definir quais são as informações úteis para a tomada de decisão, e para isso o mesmo tem que organizar os controles para fornecer as informações desejadas.

Abaixo consta os tipos de controle essenciais para um empresa, independente do setor que atue, sem esses controles a mesma terá dificuldades para o devido gerenciamento financeiro.

  • Controle de caixa e banco;
  • Controle diário de vendas;
  • Controle de contas a receber;
  • Controle de contas a pagar;
  • Controle de despesas;
  • Controle de estoques;

CONTROLE DE CAIXA

Nele registra-se todas as entradas e saídas de dinheiro e saldo existente em caixa, onde constatará se a erros de registros ou de desvios de recursos.

Esses erros são controlados diariamente, por conta do caixa ser conferido diariamente, logo caso aja erro de registros, corrige-se os erros e a diferença é zerada, caso aja erro de desvios, o empreendedor deverá tomar a decisão de demitir as pessoas responsáveis pelo desvio.

De acordo com a Cartilha – COMO ELABORAR CONTROLES FINANCEIROS, o controle de caixa fornece outras informações, como:

  • Controlar os valores depositados em bancos;
  • Controlar e analisar as despesas pagas;
  • Fornecer dados para elaboração do fluxo de caixa;

CONTROLE BANCÁRIO

Diariamente o empreendedor tem de levantar os seguistes dados:

  • Movimentação bancária;
  • Controle de saldos existentes;
  • Depósitos e créditos na conta da empresa;
  • Pagamentos em conta bancária;
  • Débitos em conta bancária;

Logo, as finalidades do controle bancário são: gerar informações sobre saldos bancários existentes, e se são suficientes para pagar os compromissos do dia, e confrontar registros da empresa e os lançamentos gerados no banco.

CONTROLE DIÁRIO DE VENDAS

Para que as metas sejam alcançadas o empreendedor dever ter os dados de vendas diárias e total de vendas acumuladas durante o mês, assim poderá tomar decisões para que as mesmas sejam alcançadas.

Deve organizar as seguintes informações:

  • Controle do total de vendas;
  • Totalizar as vendas mensais pelos prazos de recebimento;
  • Fornecer dados para a conferência do caixa;
  • Controle de registros dos valores de vendas a prazo no controle de contas a receber;
  • Dar informações de compras para fluxo de caixa;

CONTROLE DE CONTAS A RECEBER

Além de controlar os valores a receber, provenientes das vendas a prazo, deve também fornecer informações sobre total dos valores a receber pelos clientes, estimar os valores a receber que entrarão em caixa, conhecer o montante das contas vencidas, saber quais clientes pagam em dias e fornecer informações para elaboração do fluxo de caixa.

CONTROLE DE CONTAS A PAGAR

O empreendedor deve organizar as contas a pagar por ordem de vencimento, mantendo as contas em dias além de evita dor de cabeça, tem outras séries de vantagens:

  • Em caso de dificuldade financeira controla o montante de compromissos já vencidos e não pagos, além de estabelecer prioridade de pagamentos;
  • Fornece informações para a elaboração do fluxo de caixa;

CONTROLE DE DESPESAS

Deve ser registrado o valor de cada despesa, como acompanhar sua evolução. Assim o empreendedor não terá dificuldades futuras, e até mesmo poderá cortar gastos, quando estiver com dificuldade financeira.

CONTROLE DE ESTOQUES

O controle de estoque é de extrema importância, pois ele evita desvios, fornece informações para reposição de produtos vendidos, além de facilitar a tomada de decisão para redução de produtos parados no estoque.

De acordo com a Cartilha – COMO ELABORAR CONTROLES FINANCEIROS, o controle de estoque fornece ainda as seguintes informações:

  • O montante financeiro do estoque e o valor por linha de produtos;
  • As quantidades em cada item de estoque;
  • A quantidade e o custo das mercadorias vendidas;
  • Os estoque sem movimentação;
  • A necessidade compras/reposição de estoques e fluxo de caixa;

Chegou a hora de você empreendedor praticar, com esses dados as suas decisões serão bem mas assertivas. Lembrando que esses controles fazem parte do primeiro estágio para a gestão do capital de giro. O próximo post será o segundo estágio, não deixe de acompanhar.

“O PLANEJAMENTO NÃO DIZ RESPEITO A DECISÕES FUTURAS, MAS ÀS IMPLICAÇÕES FUTURAS DAS DECISÕES PRESENTES.” Peter Drucker

Conteúdo desenvolvido pelo verticalempreendedor.com.br. Gostou da postagem, não deixa de compartilhar com seus amigos, a Vertical agradece, boa leitura!

BIBLIOGRAFIA

EMPREENDEDORISMO DIGITAL – VEJA COMO FAZER UM PLANO DE NEGÓCIOS  – verticalempreendedor.com.br

CARTILHA – COMO ELABORAR CONTROLES FINANCEIROS – SEBRAE

Oliveira, Dilson Campos
Como elaborar controles financeiros. / Dilson Campos
Oliveira; organização, Viviane Soares da Costa, Any
Myuki Wakabayashi, Renata Duarte Foscarini, Adriana
Athouguia Sabioni.
Belo Horizonte: SEBRAE/MG, 2013.
XX p.: il. (Manuais Como Elaborar)